São Domingos Sávio

6 de maio


São Domingos Sávio

São Domingos Sávio, em italiano: Domenico Joseph Savio, foi um estudante italiano, aluno de São João Bosco, e toda a sua vida foi composta por uma busca da santidade.

É considerado santo pela Igreja Católica.


Bosco considerou Sávio muito bem e escreveu uma biografia de seu jovem aluno, A Vida de Domingos Sávio. Este volume, juntamente com outros relatos dele, foram fatores críticos em sua causa para a santidade. Apesar do fato de que muitas pessoas consideravam que ele havia morrido em uma idade muito jovem, com quatorze anos, para ser considerado um santo, ele foi considerado elegível para tal honra singular com base em sua exibição de " virtude heróica " em sua vida cotidiana. Ele é a única pessoa da sua faixa etária que foi declarado santo não com base em ter sido um mártir, mas na base de ter vivido o que era visto como uma vida santa. Sávio foi canonizado como um santo em 12 de junho de 1954, pelo Papa Pio XII, fazendo dele o mais jovem santo não- mártir a ser canonizado na Igreja Católica, até as canonizações de Francisco e Jacinta Marto, os videntes piedosos de Fátima, em 2017.


Beatificado em 05-03-1950

Canonizado em 12-06-1954


Domingos nasce no dia 2 de abril de 1842 em San Giovanni di Riva, perto de Chieri, província de Turim (Itália).


Crescido numa família rica de valores, impressionou desde pequeno pela sua maturidade humana e cristã. Para servir à santa Missa, esperava o padre fora da igreja, mesmo debaixo de neve. Estava sempre alegre. Tinha assumido a vida com seriedade, tanto que – admitido com apenas sete anos à primeira Comunhão – traçou num caderninho o seu projeto de vida: “Vou me confessar muito freqüentemente e farei a comunhão sempre que o confessor me permitir.

Quero santificar os dias festivos. Meus amigos serão Jesus e Maria. A morte, mas não o pecado”.

Encontra-se com Dom Bosco, quando tinha 12 anos, e pede-lhe para ser admitido no Oratório de Turim, porque desejava ardentemente estudar para ser padre.

Dom Bosco, admirado, lhe disse: “Parece-me que temos aqui um bom tecido”. Domingos respondeu: “Eu serei o tecido; o senhor então, seja o alfaiate”. Acolhido no Oratório, pediu-lhe que o ajudasse a “ser santo”.


Afável, sempre sereno e alegre, coloca grande empenho nos deveres de estudante e no serviço aos colegas, de todos as formas, ensinando-lhes o Catecismo, assistindo aos doentes, pacificando as brigas…


Aos colegas que chegavam ao Oratório ele dizia: “Saiba que aqui, nós fazemos consistir a santidade em estar muito alegres”. Procuramos “somente evitar o pecado, como um grande inimigo que nos rouba a graça de Deus e a paz do coração e impede de realizar os nossos deveres com exatidão”.


Fidelíssimo ao seu programa, apoiado por intensa participação nos sacramentos e por filial devoção a Maria, alegre no sacrifício, foi agraciado por Deus por dons e carismas.

Em 8 de dezembro de 1854, proclamado o dogma da Imaculada por Pio IX, Domingos consagrou-se a Maria e começou a avançar rapidamente na santidade.

Em 1856 fundou entre os amigos do Oratório a “Companhia da Imaculada” para uma ação apostólica do grupo.


Mamãe Margarida disse a Dom Bosco: “Tens muitos jovens bons, mas nenhum supera o belo coração e a bela alma de Domingos Sávio”. E explicou-lhe: “Vejo-o sempre rezando, fica na igreja mesmo depois dos outros; sai todos os dias do recreio para fazer uma visita ao SSmo. Sacramento… Na igreja, está como um anjo que mora no Paraíso”.

Morreu em Mondonio no dia 9 de março de 1857. Dom Bosco escreveu a sua biografia, e chorava sempre que a relia. Seus restos mortais são venerados na Basílica de Maria Auxiliadora. Sua festa é celebrada no dia 6 de maio.


Pio XI definiu-o como “pequeno, ou melhor, grande gigante do espírito”. É patrono das mamães grávidas, e por sua intercessão registram-se todos os anos um surpreende número de graças.


Oração a São Domingos Sávio


Ó amável São Domingos Sávio, que em vossa breve vida foste admirável exemplo de virtudes cristãs, ensinai-nos a amar a Jesus com vosso fervor, à Virgem Santa com vossa pureza, às almas com vosso zelo. Fazei ainda que, imitando-vos no propósito de tornarmo-nos santos, saibamos como vós, preferir a morte ao pecado, para que no fim da vida, possamos estar convosco na eterna felicidade celeste. Assim seja. São Domingos Sávio, rogai por nós.



0 visualização

Departamentos:

Eventos: RSVP

Marketing: Redes Sociais

               Portal Eu Vou Católico

               Insight & Soluções

              

 

Turismo: Grupos de Lazer

           Jornalista Conectado

              

Grupo LCCOM

Comunicação para Eventos, Marketing e Turismo

E-mail: atendimento@grupolccom.com

      Fone: (11) 9 7489-3135     

©2020 Por Grupo LCCOM